Características para TCC perfeitos (Temas)

Características para TCC perfeitos (Temas)

Geralmente é comum que as pessoas não saibam a diferença
entre tema de TCC e área de conhecimento.

Sem a pretensão de aprofundar esse conceito, é possível afirmar
que área de conhecimento é um conjunto de ciências ou saberes que tenham
identidade. Ou seja, dados e informações que tenham características,
métodos ou objetos comuns.

As áreas de conhecimento servem para facilitar o trabalho
das instituições de ensino e pesquisa. Permitem que elas tenham condições
de sistematizar a produção científica, para sua divulgação, utilização e
expansão.

Por isso, as áreas de conhecimento são organizadas por
hierarquias. Por exemplo, as ciências exatas representam uma área do
conhecimento, porém, dentro dela, há a matemática, que é outra área de
conhecimento ampla. Na matemática, já é possível identificar a álgebra… e assim
sucessivamente!

Desta forma, se alguém diz que seu tema de TCC é, por
exemplo, sobre “sustentabilidade”, essa pessoa só tem uma vaga noção entre
inúmeras opções possíveis. Há, nesse caso, apenas uma noção sobre a área
de conhecimento que pretende estudar.

Isso por que o termo “sustentabilidade” é amplo demais,
contemplando nele uma série de conhecimentos que embora tenham identidade, são
diferentes.

É necessário um assunto único, individualizado entre vários que existam dentro de uma área de conhecimento.

Diferenças entre Área de Conhecimento e
Temas
de TCC

Você concorda que
esse exemplo faz uma delimitação com muito mais eficiência do que
simplesmente “sustentabilidade”?

Por isso, é
necessário conhecer as características dos bons temas para TCC, dentre as quais
é possível citar pelo menos as seguintes:

Características de bons temas para TCC

Realismo; Objetividade; Originalidade; Relevância; Viabilidade; Delimitação.

É
necessário ser realista, quer dizer, ele deve ter como objeto
algo concreto, que exista ou possa efetivamente vir a existir após a pesquisa,
não podendo ser oriundo unicamente da imaginação do autor.

Ele também tem que ser objetivo,
de modo que sua descrição informe exatamente o conteúdo que será estudado
durante a pesquisa.

Além disso, temas
para TCC devem ser originais, mas é importante ter muito
cuidado com essa afirmação, por que não há problema nenhum em pesquisar sobre
algo que alguém já estudou, porém, não é possível repetir a mesma pesquisa.

Além disso, o tema
de TCC também precisa ser relevante, ou seja, os resultados da
pesquisa devem ser úteis para uma população ou pelo menos para um sujeito, como
no caso da “empresa X”, de nosso exemplo acima.

Outra
característica importantíssima de temas para TCC é a viabilidade.
Isto é, a existência de fontes de pesquisa suficientes para que o pesquisador
consiga atingir os objetivos estabelecidos e solucionar o problema proposto.

Em suma, para haver
pesquisa, é necessário que exista algo ser pesquisado.

Por fim, há a mais
importante de todas as características, a delimitação de tema, que
impacta na definição do problema, do objetivo geral e até do título da
pesquisa.

Como escolher o tema do TCC

É necessário
reduzir a abrangência até o ponto limite em que o leitor consiga perceber
exatamente que só existe um objeto único a ser analisado.

Ele deve ser
recortado até o ponto em que não possa ser mais restringido sem que a pesquisa
seja inviabilizada por falta de conteúdo.

Para conseguir isso, temas para TCC precisam partir do geral para o específico.

Os 03 passos
da delimitação de tema

O ponto de partida
para delimitar com sucesso é encontrar um bom assunto, que vai ser o objeto
central do seu estudo, em torno do qual irá se realizar a pesquisa.

Isso significa que
esse assunto tem de despertar bastante interesse em você, pois lidar com ele
será sua rotina durante bastante tempo. Então escolha algo que desperte a sua
curiosidade e te impulsione a pesquisar.

De longe, a maior
causa de insucesso em TCC é a escolha de assuntos que os pesquisadores não
gostam. Por isso, nunca indico assuntos para os meus orientandos, nem deixo
eles aceitarem indicações externas.

É
necessário despertar o interesse do pesquisador
, para que ele consiga manter consistência
na atividade de pesquisa, que exige esforço e persistência.

A boa notícia é que
existem 03 dicas fáceis para encontrar um bom assunto, que se relacione
intimamente com o pesquisador.

O ponto de vista pode até ser um outro assunto, posto em comparação com o primeiro.

Nesse ponto, é fundamental
que o pesquisador tenha algum conhecimento sobre o assunto, de modo a
identificar nele alguma peculiaridade que possa ser analisada como ponto de
vista.

Depois de conhecido
o assunto e o ponto de vista, se faz necessário que seja estabelecida uma
relação entre eles, normalmente por meio de um substantivo abstrato.

Por exemplo:

A possibilidade do (ponto de vista) para o
(assunto).

Essa relação pode
ser de causa e consequência, de comparação, de condição, de explicação,
indagação, detalhamento, etc.

Para promover a
relação entre assunto e ponto de vista, pode ser utilizado, por exemplo,
qualquer uma dessas 25 palavras de ligação:

Importância; Relevância; Viabilidade; Vantagem; Contribuição; Prática; Aplicação; Influência; Impacto; Grau; Nível;

Uso; Benefícios; Aspectos; Procedimentos; Ensaio; Estudo; Ferramentas; Fator; Fronteira; Papel; Abordagem; Técnicas; Formação; Novo.

A única forma sensata de determinar uma escolha efetivamente viável, realista, original, relevante e objetivo é delimitá-lo.

Mas para conseguir
fazer isso, pode usar o método de recorte, e segmentar até o ponto em que
ele se torne tão específico, que não seja mais possível diminuí-lo.

É possível fazer de
diversas formas, especialmente, quanto:

À população; Ao sujeito; Ao produto; Ao ramo; Ao lugar; Ao período, etc.

Tenha a certeza de
que se alguém escrever sobre isso, terá um domínio tão particular das informações que será
praticamente impossível a qualquer examinador de banca fazer uma pergunta que o
escritor não consiga responder! 

Às vezes,
segmentando apenas pela população, lugar ou período, já é possível
estudá-lo completamente no seu TCC e essa é a primeiro conceito para saber
o ponto sensato.

Perceba também, no
exemplo acima que, se o pesquisador tentar restringir ainda mais a pesquisa,
correrá o risco de não ter material para estudar.

Quando isso
acontecer (a pesquisa inteira do objeto de estudo couber no seu TCC e você não
tiver mais como diminuí-lo, sem inviabilizar o estudo), você pode ficar seguro
de que atingiu o ponto ideal de escolha e delimitação do tema.

O primeiro passo é
a escolha de um assunto, cujo requisito essencial é ser muito interessante
para quem vai escrever. Por este motivo demonstramos 03 dicas fáceis:

Usar a memória
afetiva e fazer uso do conteúdo da aula que mais tenha despertado seu interesse
no curso;

Utilizar alguma
pendência ou dificuldade profissional fazendo dele um desafio para a
pesquisa; ou almejar a área profissional que você deseja trabalhar no
futuro e já começar a pesquisar sobre ela.

O segundo passo é fixar um ponto de
vista para analisar o assunto
. A ideia aqui é criar 02
variáveis capazes de criar uma relação entre o assunto e o ponto de vista
escolhido. Isso possivelmente já resultará numa em uma boa escolha, ainda
que abrangente demais.

O terceiro passo é a segmentação, isto é, adquirir
a relação entre o assunto e o ponto de vista e recortá-la. Faça isso até
que não seja mais possível atenuar sua abrangência. Há diversos jeitos, portanto
isso pode ser feito através de uma população ou sujeito, produto, ramo,
lugar ou período
.

Após esses 03 métodos, é possível notar
que eles vão trazer-lhe segurança, eficiência e rapidez.
 Será praticamente impossível a banca examinadora fazer uma pergunta
que você não saiba responder.

Leave a Reply

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp chat WhatsApp 11-99832-9604