Estudo de Caso

Estudo de Caso

O estudo de caso como estratégia de
pesquisa

Os estudos de caso são especialmente indicados como estratégia quando:
● se colocam questões do tipo “como” e “por que”;
● o pesquisador tem pouco controle sobre os eventos; e
● o foco se encontra em fenômenos contemporâneos inseridos
em algum contexto da vida real.
O estudo de caso é o método que visa compreender fenômenos
sociais complexos, preservando as características holísticas e
significativas dos eventos da vida real.

Características do Estudo de caso

● O fenômeno é observado em seu ambiente natural;
● Os dados são coletados por diversos meios;
● um ou mais entes (pessoas, grupos, organizações) são
examinados;
● a complexidade do caso é estudada intensamente;
● não são utilizados controles experimentais;
● o pesquisador precisa especificar previamente o conjunto de
variáveis;
● a pesquisa envolve as questões como e por que
● não considera prevalências ou incidências;
● o estudo enfoca eventos contemporâneos
● requer um problema que convoca a compreensão holística de um evento ou de uma situação em questão usando a lógica indutiva, ou seja, do particular ou do específico para o geral.

O estudo de caso como estratégia de pesquisa

É um método que abrange o processo Completo : planejamento + abordagens específicas à coleta + análise de dados.
Por isso, o estudo de caso não é a) uma tática para a coleta de dados nem b) uma característica do planejamento da pesquisa

Objetivos do Estudo de Caso

● Visa compreender o evento em estudo e ao mesmo tempo
desenvolver teorias mais genéricas a respeito do fenômeno observado.
● Vai além de descrever os fatos ou situações, senão que
busca proporcionar conhecimento acerca do fenômeno estudado e comprovar ou contrastar relações evidenciadas no caso.
● O objetivo do estudo de caso é explorar, descrever, explicar, avaliar e/ou transformar.

Caso ou Casos? o que é um “caso”

● A pesquisa de estudo de caso pode incluir tanto estudos de caso único quanto de casos múltiplos.
● Pode-se buscar evidências quantitativas e
qualitativas.
● Não há restrições sobre os casos, podem ser pessoas, instituições, cidades ou grupos sociais ou mesmo eventos.
● A forma como um caso é definido é que determina meu caso (relacionado com a pergunta).

Vantagens e Desvantagens

Projetos de casos múltiplos Vantagens: as provas resultantes de casos múltiplos sã consideradas mais convincentes, e o estudo global é visto como sendo mais robusto.
Desvantagem: o fundamento lógico para projetos de caso
único, não pode ser satisfeito por casos múltiplos. É provável
que o caso raro ou incomum, o caso crítico e o caso revelador
impliquem apenas em casos únicos, por definição.
Importante: projetos de casos múltiplos deve seguir uma lógica
de replicação, e não de amostragem.
Os casos devem funcionar de uma maneira semelhante aos
experimentos múltiplos, com resultados similares (replicação
literal) ou contraditórios (replicação teórica).

Propósitos do Estudo de Caso

Exploratório: contribui para esclarecer uma situação na qual as
informações são escassas. O nível de investigação é menos
rigoroso do que num estudo de caso descritivo. O objetivo é prover o pesquisador de maior conhecimento sobre o tema ou problema de pesquisa. As vezes é uma fase preliminar de um projeto mais longo.

Descritivo: descreve um ou alguns exemplos. Ajuda à
compreensão de acontecimentos, centra-se nas questões "Como" e "Porquê". Possuem objetivos bem definidos, com procedimentos formais estruturados e dirigidos para a solução de problemas ou avaliação de alternativas de cursos de ação. A descrição visa a compreensão completa do fenômeno;
Projetar um estudo de caso Trata de, quatro problemas principais:
•quais questões estudar,
•quais dados são relevantes,
•quais dados coletar
•como analisar os resultados.

Conduzindo Estudos de Caso

As evidências podem vir de 6 fontes distintas:

1 Documentos;
2 Registros em Arquivo;
3 Entrevistas;
4 Observação Direta;
5 Observação Participante;
6 Artefatos Físicos

Três princípios para a coleta de dados

1-utilizar várias fontes de evidência
2-criar um banco de dados para o estudo de caso
3-manter o encadeamento de evidências

Triangulação

Quatro tipos de triangulação :
1. de fontes de dados (triangulação de dados);
2. entre avaliadores diferentes (triangulação de pesquisadores);
3. de perspectivas sobre o mesmo conjunto de dados triangulação da teoria);
4. de métodos (triangulação metodológica.

Análise de Dados

● Examinar, categorizar, classificar em tabelas,ou
recombinar evidências considerando as proposições
iniciais do estudo de caso;
● Estratégias Analíticas Gerais:
● Uma possibilidade é análise estatística;
● Uma segunda possibilidade é utilizar várias técnicas
analíticas, tais como:
● Dispor as informações em séries diferentes.
● Criar uma matriz de categorias e dispor as evidências dentro dessas categorias.
● Criar modos de apresentação dos dados - fluxogramas e outros métodos - para examinar os dados;
● Classificar em tabelas a frequência de eventos diferentes.
● Dispor as informações em ordem cronológica ou utilizar alguma outra disposição temporal.

Duas estratégias gerais:

● Baseando-se em proposições teóricas: que refletem o
conjunto de questões da pesquisa e as revisões feitas
na literatura sobre o assunto. Elencar as evidências e
propor novas interpretações que possam surgir.
● Desenvolvendo uma descrição de caso: é desenvolver
uma estrutura descritiva a fim de organizar o estudo
de caso.

Finalmente

Para ser bem sucedido um estudo de caso deve:
›Ser significativo;
›Ser completo;
›Considerar perspectivas alternativas;
›Apresentar evidências suficientes;
›Ser elaborado de uma maneira atraente.

Leave a Reply

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp chat WhatsApp 11-99832-9604